TRÓIA GÁS - Economia com Desempenho

Atendimento, Qualidade, Informações e Segurança

TRÓIA - GNV Estoura - O que fazer?

Estouros! O que fazer?

Porque ocorrem no GNV?

Velas de Ignição O incoveniente dos mais conhecidos e temidos no uso do gás veicular na maioria das vezes é oriundo de falhas em itens de manutenção do veículo, geralmente causado por falhas de ignição.

Ou seja, falha no momento adequado em que a vela libera a faísca para a fase de combustão na camara de cada cilindro do veículo.

Nos veículos injeção deve-se verificar velas, cabos e a bobina que são quase todos os casos deste tipo de falha.

Nos veículos antigos geralmente carburados com platinado e condensador geralmente acontece isto quando o platinado falhava ou o condensador não liberava intensidade suficiente da faísca. Ou seja, o platinado falhava não liberando a faísca e com isso ao terminar a fase compressão, não ocorria a faísca para a fase de combustão.

No caso do Gás como o tempo de combustão é mais lento, ou seja, o gás demora mais a inflamar que os combustíveis liquidos, esta faísaca da vela deve ter boa intensidade e liberada antes do que seria na gasolina ou álcool. Isto é chamado popularmente de uma avanço no tempo da faísca, ou seja, antecipar a faísca, e por isso justifica-se a necessidade do variador de avanço para o gás.

Então o que devemos verificar principalmente caso ocorra explosões no gás ?

Hoje exige-se que um bom mecânico seja detalhista e com conhecimento eletro-eletrônico avançado, mas quem quer pelo entender um pouco para avaliar se o mecânico pelo menos consegue avaliar o trivial recomendamos o que se segue.

Inicialmente verificar todo o sistema de ignição que nos carros injeção ou carburados são as seguintes peças comuns a ambos:

Os itens mais comuns são:

  • Velas - devem ser resistivas de boa qualidade, regulagem das aberturas em menor medida para o GNV, desgaste e resistências entre elas equilibradas;
  • Cabos de Velas - preferencialmente supressivos para evitar interferências e não terem fugas de corrente para o ar ou outras partes do motor;
  • Bobina - uma ou mais bobinas ou cabos com boninas integradas se falharem ou estiverem causando fugas ou não gerando intensidade suficiente. Este é o item mais difícil de verificar, mas também o mais difícil de falhar, mas também ocorre;
  • Variador de Avanço - geralmente só causam este problema se o chicote estiver com mal contato ou partidos. No caso dos específicos para bobina ou sensor de rotação, geralmente possuem um conector de emergência para eliminar a utilização do variador e a falta dele não deveria causar a falha, mas somente a falta de desempenho e o desgaste prematuro de partes como o cabeçote. Ou no caso do que atuam em sensor de rotação, no caso de sinal insuficiente quando no gás, ou falha dos conectores, até coloca-se a culpa no variador, quando o problema é no sensor ou no cabo deste;

Persistindo o problema uma análise dos componentes principalmente eletro-eletrônicos e depois os mecânicos como:

Os itens menos frequentes:

  • Falhas Elétricas - Bateria com voltagem abaixo de 11V, regulador de voltagem do alternador, cabos de bateria frouxos, conexões mal feitas, fios partidos, ...
  • Entradas de Ar falsas - Um dos principais causadores de problemas no gás. Verificar caminho do filtro de ar até o corpo de borboleta ou carburador, vedações junto do misturador(mesclador), filtro de ar, entradas de ar no cabeçote, mangueira de ar para servo-freio, sensor map(Pressão Absoluta), ...
  • Emulador de Bicos -Caso não estejam fechando a passagem do combustível líquido, causam a mistura dos dois combustíveis que tem tempo de combustão diferentes.
  • Motor de Passo - Com muito tempo de uso ou sujeiras pode apresentar falhas
  • Corpo de Boboleta - Verificar o sensor da posição da borboleta é um dos principais sinais para o varidaor, ...
  • Central de Injeção - Verificar/Limpar conector da central, verificar a continuidade e falhas no chicote, identificar se os sinais estão chegando e os comandos estão chegando nos atuadores como motor de passo, ...
  • Emulador de Sonda Lambda - Quando falha ou é inadequado ao veículo no mínimo faz com que a injeção atrase o ponto de ignição que geralmente sozinho não é o suficiente para causar estouros.

Os defeitos também podem causar o problema na gasolina ou álcool, mas quando o veículo é injeção a unidade central geralmente tenta compensar estas falhas automaticamente e então não se prercebe o problema. Caso a luz indicadora no painel de indição anomalias na injeção ou funcionamento do motor deve ser o primeiro item a ter identificado a(s) sua(s) causa(s) que no Gás geralmente é a falta do Emulador ou o mesmo está incorreto ou com problemas.

Lembramos que existem veículos mais sensíveis à falhas e com o advento do coletor de plástico que torna-se uma tendência principalmente por redução de peso dos veículos os danos causados por estouros podem levar a grandes prejuízos nesta e em outras peças como filtro de ar, tampa do corpo de borboleta, ...

Assim que escutar um pequeno estouro ou falha que seja, deve parar de utilizar o GNV para evitar danos maiores até que seja sanada a causa da falha.

Este artigo tem meramente a intenção de auxiliar no caminho a percorrer para identificar as causas. Uma boa oficina com recursos técnicos de equipamentos e profissionais geralmente resolverá o problema.

Loja TRÓIA Gás

FRETE COM SEGURO GRÁTIS

Agora com 2 sistemas de pagamento Seguros: O Bcash e o PagSeguro

Formas de Pagamento Correios

Redes Sociais

Encontre na TRÓIA

Quem está OnLine?

Temos 145 visitantes e Nenhum membro online